ESTUDO CINÉTICO DA REMOÇÃO DE MATÉRIA ORGÂNICA EM REATOR BATELADA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Filipe Martins de Oliveira
Carla Beatriz Casagrande Bortoluci
Ricardo da Silva Manca

Resumo

Os efluentes das indústrias do ramo alimentício têm o potencial de serem uma fonte altamente tóxica de poluição, devido principalmente ao volume de água utilizado em seus processos e pela presença de alta carga de matéria orgânica. Dado essa constatação, o presente trabalho teve como objetivo estudar os parâmetros cinéticos de degradação da matéria orgânica de efluente industrial através da digestão anaeróbia, uma vez que esses parâmetros são uma ferramenta importante para o desenvolvimento de reatores com melhor desempenho. Para isso, foi montado um reator batelada com volume de 20 litros e velocidade de agitação de 66 rpm. Os experimentos foram divididos em duas etapas, a primeira composta por testes preliminares, no qual se buscou a melhor condição para realizar os perfis cinéticos, e a segunda, no qual foram realizados perfis de concentração de demanda química de oxigênio (DQO) ao longo do tempo. Através dos perfis realizados, constatou-se que a degradação da matéria orgânica pode ser representada pela cinética de 1ª ordem. Além disso, foram obtidas as seguintes eficiências de remoção de DQO: 50,3%, 55,9%, 86,8%, 87,1% e 89,8%, as quais correspondem com as constantes de velocidades (K): 0,0816, 0,1092, 0,2923, 0,2663 e 0,3159h-1, respectivamente. As fases com menor eficiência foram as que tiveram inibição no reator e consequentemente o menor valor de constante de velocidade, demonstrando dessa forma, que a cinética é influenciada pelas condições de operação.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos