FUNDAMENTOS PARA O ESTUDO DA EDUCAÇÃO INTERCULTURAL NO BRASIL COLONIAL A PARTIR DA MISSÃO JESUÍTICA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Fábio Eduardo Cressoni
Renata Zanóbio

Resumo

Este trabalho apresenta considerações sobre a presença jesuítica na América portuguesa ao longo da primeira metade do século XVI e os processos educativos propostos para um grupo específico: os Tupinambá. A partir deste objetivo, tenciona-se questionar alguns pressupostos epistêmicos ligados a história e historiografia da educação brasileira. Nesse sentido, questões teórico-metodológicas fundamentadas no pensamento decolonial são apresentadas ao leitor. Em seguida, demonstramos alguns dos pressupostos ligados a constituição da ideia de modernidade europeia e um de seus desdobramentos: a expansão colonial e suas práticas pedagógicas interculturais funcionais aos domínios do Império português. Toma-se esse itinerário como caminho para valorização da lei 11.645/2008, a partir da escrita de uma nova história da educação.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos